Poços de Moda de Petrópolis e rede hoteleira poderão reabrir
Foto:Arianne Souza (@olhar.luz)


Leitos de UTI está em 28,69%

"Margem que oferece segurança"
 

O prefeito de Petrópolis Bernardo Rossi esteve reunido nesta segunda-feira (06.07) com representantes do polo de moda da Rua Teresa e da rede hoteleira, e secretários municipais, onde definiram os termos para o retorno controlado dos clientes de outros municípios. A medida é respaldada por nota técnica da Secretaria de Saúde, além de ações como a testagem em massa da população, os 14 dias da abertura dos serviços e comércios inseridos na última linha e a estabilização da ocupação dos 122 leitos de UTI, que hoje está em 24,59%, e dos leitos clínicos, que apresentam 39,29% de ocupação. A presidente da Arte, Denise Fiorini e o presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis, Germano Valente, estiveram presentes no encontro. O prefeito destacou na abertura do encontro que “desde o início desta pandemia, o meu compromisso é o de salvar vidas e proteger todos os cidadãos petropolitanos”.

 

As regras para essa ação seguirão diversos cuidados pré-estabelecidos. Os consumidores das lojas da Rua Teresa e do polo do Bingen devem agendar previamente a viagem com as lojas de interesse, que expedirão voucher/convite, (válido somente para o dia da visita), autorizando a entrada na cidade. Todos os visitantes deverão passar por uma aferição de temperatura no controle sanitário. Caso haja alguma alteração, a pessoa ou o grupo de qual faz parte não terá a autorização de acesso permitida. Os visitantes, guias de compra e demais envolvidos no processo, devem estar munidos de máscara, usar álcool em gel e seguir todos os protocolos sanitários estabelecidos nos decretos municipais. Caso alguma norma seja descumprida, a entrada na cidade será proibida. Todas as equipes de vendas das lojas deverão também seguir os padrões de higienização e segurança nos ambientes. Outro ponto importante é clientes deverão apresentar horário para retorno a cidade de origem, sem direito a hospedagem em Petrópolis.

 

 Já os turistas com destino aos hotéis e pousadas da cidade devem ter sua reserva comprovada. Todos os pontos foram definidos ao longo de reuniões promovidas com representantes dos setores.

 

“Hoje tenho a certeza que estamos fazendo o certo. Estamos nos reunindo sequencialmente com representantes de todos os setores. Nós deixamos claro, desde o início da pandemia, que temos um compromisso firmado com o povo petropolitano, com a vida de cada um deles. Agora estamos testando a população de uma maneira ampla, trabalhamos para ter sempre mais leitos de UTI e dar a garantia do atendimento à população, além de termos duas unidades públicas dedicadas ao tratamento de pessoas com covid-19 (Hospital Nelson de Sá Earp e a UPA Vermelha). Essas medidas dão o equilíbrio exato para podermos flexibilizar com responsabilidade. Mas, sempre lembro que, se chegarmos aos 80% de ocupação dos leitos, não nos furtaremos caso necessário, de decretar um lockdown”, aponta o prefeito Bernardo Rossi.

 

O presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis, Germano Valente, disse que “Podemos vislumbrar o reaquecimento da economia local e o restabelecimento do setor na cidade. Vale destacar que os equipamentos hoteleiros estão totalmente preparados para receber os hóspedes, seguindo rigorosos protocolos de segurança de saúde dos colaboradores e hóspedes”.


Leia também:

Curso online ajuda empreendedor a vender produtos pelo instagram


Reunião pode definir data de reabertura das academias em Petrópolis na próxima semana


Produtora Artística e Escola de Arte Dramática firmam parceria para estimular desenvolvimento artístico em Petrópolis




           

 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis