Foto: Henry Kappaun


Representantes defendem reabertura 

Estabelecimentos devem funcionar de forma gradual e responsável


O Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio), Associação da Rua Teresa (ARTE) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) protocolaram na prefeitura ofícios solicitando a reabertura do comércio a partir do dia 02 de maio. As entidades defendem que a reabertura seja feita de maneira responsável com horários diferenciados e com normas rígidas de segurança no ato dos atendimentos.

“Esperamos que o momento de instabilidade seja superado logo e, acreditamos que o poder executivo vai avaliar as sugestões expostas nos documentos protocolados para evitar uma tragédia ainda maior com milhares de desempregados em nossa querida cidade”, reforça Marcelo Fiorini, presidente do Sicomércio.

A prefeitura de Petrópolis/RJ anunciou que a partir do dia 04 de maio o uso de máscaras será obrigatório para toda a população. Essa é uma das medidas que podem facilitar a retomada da economia. A solicitação das entidades que representam o comércio da cidade ainda considera outras ações para que seja possível a reabertura, como distanciamento adequado na hora do atendimento, uso frequente de álcool em gel, tanto por funcionários quanto por clientes, higienização reforçada das lojas e esquemas de atendimento que evitem aglomerações nos estabelecimentos. Para Denise Fiorini, presidente da Associação da Rua Teresa (ARTE), a reabertura precisa ser feita com responsabilidade.

“Com cuidado e de forma gradual a economia da cidade pode voltar a funcionar. Entendemos o momento de preocupação com a pandemia de Covid-19 e entendemos, também, que é um momento novo, e que a cada dia os protocolos mudam. Mas não podemos fechar os olhos para uma das consequências do isolamento social que é o desemprego.”

O período pós-quarentena será um desafio para os mais variados setores, e não será diferente para o comércio. Para preparar funcionários e gestores para esse novo momento serão oferecidos cursos de capacitação com foco na pandemia. O curso básico tem carga horária aproximada de 90 minutos e aborda os seguintes aspectos: o que é o novo Coronavírus, como se transmite, principais cuidados, sinais e sintomas da pessoa contaminada, cuidados no retorno para casa, cuidados no local de trabalho, cuidados gerais.

“O MercoSerra fechou uma parceria com o Instituto Mix para oferecer esses cursos ao comércio. Temos que nos preparar para esse “novo normal”. Queremos reabrir o comércio com toda a responsabilidade que a situação pede. Não queremos expor ninguém ao vírus. Precisamos pensar em um equilíbrio entre as medidas adotadas pelas autoridades propondo um plano para retomada das atividades do comércio de bens e serviços, de forma gradual, com segurança para empregadores, empregados e clientes”, afirma Marcelo.

Em um dos ofícios protocolados, o Sicomércio sugere que o comércio volte a funcionar com horários diferenciados em Petrópolis. Rua Teresa e Rua Aureliano Coutinho com funcionamento entre 10h e 16h; Centro Histórico, Rua 16 de Março e ruas adjacentes entre 12h e 18h; Estabelecimentos de serviços das 9h às 17h, com um único turno de trabalho e shoppings centers entre 12h e 20h, também com redução de empregados.

Leia também:






Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis