Considerado o maior evento realizado pelo Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto, em Petrópolis, a Semana Científica da UNIFASE este ano será totalmente on-line, devido a necessidade do distanciamento social, e nos moldes de um congresso, com a participação de pesquisadores de vários estados brasileiros, com palestras, mesas redondas, atividades culturais, mostras de trabalhos etc. A 26ª edição terá início no dia 21 de outubro, com uma mesa sobre o tema central “Inteligência Artificial: por conexões mais humanas”, com os professores Edson Amaro Jr. (FMUSP) e Marcelo Fouad Rabahi (UFG). 

 

As atividades terão início no dia 21 e seguem até o dia 23 de outubro, no âmbito da 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) cujo tema central é a Inteligência Artificial, presente no nosso dia a dia, através de diferentes sistemas de gerenciamento de dados como o GPS (global positioning system), a correção dos erros de digitação na ortografia, jogos, chatbots, automação industrial, reconhecimento facial, diagnósticos médicos, telemedicina, incremento nos tratamentos de doenças, predição de agravos à saúde, bioinformática/engenharia genética, análise de tendência na bolsa de valores, previsão de comportamento do consumidor, sugestão de músicas, filmes e livros, de acordo com os hábitos e gostos de cada pessoa, reconhecimento de comandos de voz, automação de casas inteligentes, condução de veículos autônomos, etc.

 

“Vamos discutir como a Inteligência Artificial está presente no nosso cotidiano, se ela pode simular a inteligência humana e sobre os limites tecnológicos e éticos da sua utilização. Além disso, precisamos refletir sobre as atuais ferramentas e as perspectivas para a IA em nossas vidas, não deixando de lado a discussão do ser humano em todos os sentidos”, explica a professora Marcia Varricchio, que integra o Comitê Gestor da 26ª Semana Científica da UNIFASE.

 

Embora aplicado em diferentes campos, o desenvolvimento da IA não tem se dado sem controvérsias, pois traz à tona importantes questões ontológicas e éticas. Algumas perguntas relacionadas ao tema ainda estão sendo debatidas e precisam ser analisadas, como: O que define a inteligência humana? O comportamento inteligente pode ser descrito usando simples princípios de lógica? A IA poderia mimetizar a inteligência humana? A IA pode resolver problemas completamente não-relacionados? A IA pode criar um sistema de símbolos de alto nível, semelhante às palavras, ideias, arte? É possível uma máquina tornar-se consciente? Como saber se com quem eu “falo” é apenas um dispositivo ou é um “outro”? 

 

“Este ano tivemos que repensar os moldes da Semana Científica, por conta da pandemia do Coronavírus, mas tentamos ao máximo manter a essência do evento. Não vamos ver o nosso campus movimentado, mas esperamos transbordar ciência nas salas on-line. Existe um intenso debate sobre a aplicação da IA na área profissional, para entender até onde ela pode ser aplicada para ocupar empregos tradicionais e que tipo de intervenções podem ser pensadas sobre esse tema. Por isso, é importante destacar que a Semana Científica está sempre antenada com o que está sendo discutido na área da ciência, da política e pela sociedade em geral”, explica o professor Gabriel Martins, integrante do Comitê Gestor da 26ª Semana Científica.  

 

As atividades envolvem alunos desde o ensino médio até a pós-graduação com apresentação de suas pesquisas. Foram realizadas mais de 50 inscrições de projetos que serão apresentados nessa edição da Semana Científica, oportunizando a comunicação de experiências desenvolvidas no âmbito do ensino, da pesquisa e da extensão. 

 

“Um evento como este é de suma importância para a academia, pois fomenta a cultura da pesquisa na articulação com o ensino e a extensão, traz pesquisadores renomados nos seus diferentes campos de atuação e regiões do país, mobiliza alunos e professores ao debate e reflexão sobre temas de relevância”, finaliza professora Maria Regina Bortolini, do Comitê Gestor da 26ª Semana Científica da UNIFASE.

 

O evento é gratuito e aberto ao público. Outras informações e as inscrições estão disponíveis no site: https://www.even3.com.br/scunifasefmp/ 

 

Leia também:


A medicina do futuro


Médica ressalta a importância de alguns hábitos para quem quer parar de fumar


UNIFASE Petrópolis amplia Campanha 50+ para Pós-graduação


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis