Imagem:  LNCC (Reprodução)


A PLOS Biology Journal, importante revista de divulgação científica, publicou recentemente a atualização do ranking de pesquisadores mais influentes do mundo. Com base nos estudos da Universidade de Stanford, Estados Unidos, em dados referentes até o ano de 2019, o estudo elenca cientistas de diferentes campos de atuação. São elencados mais de 160 mil nomes, dos quais apenas 600 brasileiros. E entre os pesquisadores listados, dois são do Laboratório Nacional de ComputaçãoCientífica – LNCC (unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações – MCTI), que fica em Petrópolis, Rio de Janeiro: Marcelo Fragoso e Jaime Rivera. De acordo com a Unesco Science Report, há 7,8 milhões de pesquisadores no mundo. No Brasil, são 200 mil de acordo com o censo de 2016 do CNPq.


Membro titular da Academia Brasileira de Ciências e da Academia Nacional de Engenharia, Marcelo Fragoso é PhD em Engenharia Elétrica pelo Imperial College of Science, Tecnology And Medicine de Londres, Inglaterra. É pesquisador no LNCC desde 1987 e bolsista PQ 1A do CNPq. É coautor de dois livros fundamentais em teoria de sistemas e controle, publicados pela Springer-Verlag e possui diversos artigos publicados no importante periódico científico SIAM Journal on Control and Optimization. O livro Continuous-Time Markov Jump Linear Systems, de 2005, já teve mais de 1.600 citações em publicações científicas. Atuou como membro titular de diversas comissões e conselhos técnicos, incluindo o Vidi grant in the Innovational Research Incentives Scheme of the Netherlands Organisation for Scientific Research (Nederlandse Organisatie voor Wetenschappelijk Onderzoek) e o International Technical Committee for Evaluation of INRIA research groups on Stochastic Methods, France. Além disso, foi membro titular do CA-EE do CNPq e Membro da Comissão do Prêmio USP de Excelência para Novas Lideranças em Pesquisa,dentre outras. “Em um período de tantas adversidades, incluindo a negação da ciência, é gratificante termos um reconhecimento desse tipo.


Esse reconhecimento é, evidentemente, extensivo aos colaboradores e alunos e importante para o LNCC pois adiciona mais um destaque a uma instituição que tanto tem contribuído para o desenvolvimento da ciência no Brasil. Esse tipo de destaque também atrai novos talentos e poderá servir como motivação para os jovens pesquisadores talentosos dessa instituição. Listas de ranking são necessárias e importante, pois revelam um conjunto de dados que avaliados com o devido cuidado, levando em consideração especificidades das áreas, poderão fornecer informações relevantes.  No entanto, não devemos afirmar categoricamente: ranking


locuta, causa finita. Fico feliz em fazer parte do LNCC e poder retribuir ao apoio sempre recebido dessa instituição e de diversas agências fomento à pesquisa (CNPq, FAPERJ, CAPES) que têm tornado o nosso trabalho menos doloroso” ressalta Marcelo. 


Jaime Rivera, nasceu em Lima, Peru, onde se formou em Matemática pela Universidade Nacional Mayor de San Marcos. Veio para o Brasil na década de 80, onde fez mestrado e doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. É professor de matemática aplicada, modelagem computacional e equações diferenciais do tipo parabólica e hiperbólica pelo LNCC, bem como professor associado da UFRJ e honorário pela Universidade Nacional Mayor de San Marcos, além de professor visitante em universidades de Bologna, Brescia, Milão, Barcelona, Konstanz, Bonn, Metz – na Europa, bem como China e Japão. “Recebi a notícia com surpresa, foi inesperado. Recebi também com carinho. 



A tarefa de um professor, em geral, não é valorizada. Somos reconhecidos, principalmente, pelos nossos alunos e colaboradores, cujos êxitos me incentivam enormemente a continuar com a pesquisa e docência. Não imaginava que existia esse tipo de avaliação. É importante para o LNCC, porque dá destaque à instituição brasileira que faz muito pela pesquisa no Brasil. O LNCC apoia todos os pesquisadores nos projetos, para que eles se concretizem da melhor forma possível. Este destaque mostra ao mundo que o LNCC cumpre bem sua função de centro de pesquisa de qualidade. Recebo essa distinção com humildade e vejo como nosso esforço está dando frutos e ainda com alguma notoriedade. Fico muito agradecido ao LNCC, CAPEs, CNPq e FAPERJ pelo apoio que recebi e continuo recebendo para realizar nosso trabalho de todos os dias”, destaca o pesquisador.


O ranking da PLOS Biology Journal é elaborado por um grupo da Universidade de Stanford a partir de métricas de publicações, com e sem autocitação e proporção de artigos citados. Intitulado Update Science-Wide Author Databases of Standardized Citation Indicators, levantamento que utiliza citação da base de dados Scopus, que atualiza a posição dos cientistas em dois ranking distintos: um que analisa o impacto do pesquisador ao longo da carreira e outro que destaca o impacto do pesquisador em um único ano, neste caso, 2019. Para o diretor do LNCC, Augusto Gadelha, "este foi um reconhecimento da excelência de


dois importantes pesquisadores do LNCC que traz mais prestígio à instituição. Suas carreiras sempre se pautaram por uma grande dedicação à pesquisa científica e são exemplos para colegas e alunos. Desejamos, em nome de todos do LNCC, parabenizá-los."


Leia também:

Coronavírus: pesquisadores do LNCC participam do sequenciamento de 19 genomas

 

APL realiza palestra online sobre Lúcio Cardoso


Especialistas de Petrópolis alertam sobre os riscos depraticar atividade física sem orientação profissional


A Atenção Primária precisa de você!


Hospital Santa Teresa em Petrópolis inaugura novo centro médico

 

Post a Comment

Gostou da matéria? Deixe seu comentário ou sugestão.

Postagem Anterior Próxima Postagem
 https://www.unimed.coop.br/web/petropolis